Mês: setembro 2019

Vacinação contra a Brucelose no RN encerra nesta segunda (30)

A vacinação contra a Brucelose que teve início no dia 1º de agosto será encerrada na próxima segunda-feira, 30 de setembro. O Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (Idiarn), reforça a obrigatoriedade de vacinar as fêmeas bovinas e bubalinas, de zero a oito meses de idade.

É importante frisar que a partir do dia 30 de setembro os produtores que não vacinaram e declararam os rebanhos, não poderão mais emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA), utilizada para o transporte dos animais. Além disso, os produtores de leite não poderão fornecer aos laticínios do Estado.

A Brucelose é uma doença infectocontagiosa provocada por bactérias do gênero Brucella, que afeta bovinos, bubalinos, caprinos, ovinos, suínos, entre outras espécies. A doença causa problemas reprodutivos e por se tratar de zoonose pode afetar até o homem. A prevenção do rebanho se dá com a vacinação das bezerras bovinas e bubalinas com idade de três a oito meses com a vacina B19.

O produtor que deseja adquirir a vacina, basta comparecer em uma das lojas autorizadas à comercialização, com posse do receituário emitido pelo veterinário cadastrado no Idiarn. Após isso, deve buscar um médico veterinário cadastrado junto ao Instituto, para vacinar os animais e declarar o rebanho em um dos escritórios do Idiarn, Emater ou Secretárias Municipais de Agricultura.

 

FONTE: Tribuna do Norte

NATAL: Ciclovia da Praia do Meio está completamente abandonada

Na manhã deste domingo (29), um grupo de ciclistas que tentava pedalar pela ciclovia da Praia do Meio teve que parar pela situação de abandono na via. Areia, cadeiras e ambulantes já tomaram conta da ciclovia.

 

Confira as imagens…

 

CALIFÓRNIA BRASILEIRA: Paraíba tem plantio de maconha para 2.500 pacientes

Muros altos, cercas elétricas, câmeras de vigilância, identificação por biometria. Quem circula pelo bairro dos Ipês, zona norte de João Pessoa (PB), não imagina que por ali são outras as flores que levaram a cidade a assumir um protagonismo impensável no país.

Em um sobrado branco, 2.458 plantas de maconha crescem em estufas e depois suas flores se transformam em óleos, sprays e pomadas à base de dois tipos de canabinoides: o THC (tetrahidrocanabinol) e o CBD (Canabidiol).

O ambiente é controlado pela Abrace Esperança, a única associação de pacientes do país que tem autorização judicial para cultivo da maconha para fins medicinais. Os produtos são dispensados sob prescrição de 210 médicos no país.

Em dois anos e meio, a associação viu o número de pacientes passar de 155 para 2.500. Eles pagam anuidades de R$ 350 e valores que variam de R$ 150 a R$ 200 pelo óleo —10% do valor dos importados.

A produção é contínua, mas não dá mais conta da crescente demanda. Há ao menos mil pessoas na fila de espera.

Segundo Cassiano Teixeira, diretor e fundador da Abrace, a meta é fornecer produtos à base de Cannabis para 10 mil pacientes até 2022, quando uma segunda unidade da associação, em Campina Grande, estiver funcionando.

A história da Abrace começou em 2014, a partir de uma demanda pessoal de Teixeira. A mãe dele, dona Zezé, 83, tem bronquiectasia, doença pulmonar que causa falta de ar e acúmulo de secreção.

Após uma internação em que ela “saiu pior do que entrou”, segundo Teixeira, ele resolveu tentar um tratamento alternativo: óleo de Cannabis.

Teixeira começou a fabricar ilegalmente o produto na cozinha de casa, depois de ler sobre o assunto na internet. “Comprei a planta do tráfico e fiz o óleo. Uma hora depois de dar, minha mãe já estava melhor, voltou a ter vida.”

Pelas redes sociais, conheceu um grupo de mães de crianças com epilepsia que lutavam para a importação do óleo de Cannabis e soube que também poderia ajudar o irmão, Ascendino, 55, que sofre das mesmas crises.

O preço do produto importado, porém, era proibitivo, e ele seguiu no cultivo ilegal, fornecendo o óleo também para um grupo de pacientes.

Em 2017, já constituída juridicamente e com 155 pacientes, a Abrace obteve liminar da Justiça Federal na Paraíba para o cultivo.

O processo tramita no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Pernambuco, após a Anvisa ter entrado com recurso contra a liminar.

Em paralelo à Abrace, outra associação de pacientes de Paraíba, a Liga Canábica, obteve também em 2014, por via judicial, outro feito inédito: o direito de importar coletivamente o óleo de Cannabis sem autorização da Anvisa. “Não tínhamos sequer receita ou médico disposto a prescrever”, lembra Sheila Geriz, uma das fundadoras da Liga e mãe de Pedro, 10.

O menino começou a usar o óleo aos quatro anos para reduzir as 40 crises epiléticas diárias que tinha apesar de usar 16 medicamentos por dia.

Hoje, usando apenas o óleo de Cannabis, as crises se resumem a três ou quatro por mês, afirma Sheila. Aos oito anos, ele começou a andar. “É uma criança que passou a ter condições de viver com mais plenitude a infância dele.”

A partir do caso do filho, Sheila e o ex-marido Júlio Américo, que preside a Liga, passaram a militar em favor da Cannabis medicinal. Orientam famílias e defendem o plantio doméstico.

“Tudo o que vem ocorrendo na Paraíba é por decisão liminar da Justiça Federal, não por política pública de quem deveria regular isso, que é a Anvisa. O protagonismo é de duas associações, a Abrace e a Liga Canábica”, diz o procurador da República Jose Godoy Bezerra de Souza, 42, responsável pela ação vitoriosa.

Para ele, o fato desse pioneirismo ter partido de grupos de pais e não dos laboratórios farmacêuticos parece ter paralisado os órgãos técnicos governamentais. “É como se eles não estivessem preparados para lidar com outra realidade que não seja a das grandes farmacêuticas.”

Hoje, a cultura da Cannabis medicinal parece incorporada à sociedade paraibana. A capital já é chamada de “Califórnia brasileira”, em alusão ao estado norte-americano vanguardista no tratamento dado à maconha, legalizada para fins medicinais desde 1996.

Em João Pessoa, juízes, procuradores, políticos, empresários e artistas locais apoiam a causa. Discute-se a possibilidade de um laboratório estadual fabricar o óleo no futuro.

A partir de 2020, a UFPB (Universidade Federal da Paraíba) terá uma disciplina sobre Cannabis medicinal na grade dos cursos de medicina, biomedicina e farmácia.

Cada vez mais médicos prescrevem o óleo, até para casos clínicos que extrapolam a recomendação do CFM (Conselho Federal de Medicina), restrita à epilepsia refratária.

A clínica-geral Roberta Barbosa, de João Pessoa, prescreve o óleo para pacientes com câncer e doenças neurodegenerativas, como esclerose lateral amiotrófica e esclerose múltipla. “Já vem gente do Brasil todo, a procura é crescente. Hoje temos mais segurança na prescrição. Cada paciente tem a indicação adequada para o seu quadro clínico.”

Não que tenha sido fácil essa trajetória. Os funcionários da Abrace relatam que no início sofreram desconfiança de parentes e amigos e até batida policial. “Uma namorada terminou comigo porque não aceitava que eu trabalhasse com maconha”, conta Luciano Lima, gerente da Abrace.

A química da associação, Jéssica Freitas, diz que enfrentava olhos desconfiados dos colegas da faculdade. “O cheiro [da maconha] ficava impregnado na roupa e ficavam comentando. Mas não tem como trabalhar aqui e não se apaixonar pelas histórias dos pacientes.”

São histórias como a da enfermeira Talita Fereira, 38, e a filha Maria Clara, 3, que tem uma doença rara do sistema nervoso central que provoca tetraplegia, convulsões e retardo do desenvolvimento.

“Ela convulsionava o tempo todo, 50, 60 crises por dia, mesmo tomando três anticonvulsivantes. Fui eu que questionei a neurologista sobre usar a Cannabis. A médica do SUS não aceitou, mas a da [clínica] particular foi mais aberta e disse que gente podia tentar.”

A médica indicou um produto importado, mas Talita não teve condições de comprar. “Ia custar R$ 1.200 por mês.” Com a Abrace, o tratamento mensal, com dois tipos de óleo, sai por R$ 450.

“Com dois meses de uso, as convulsões começaram a diminuir. Agora são no máximo umas três por dia. Ela ficou mais atenta, acompanha a gente com o olhar.”

Luciana Paulino, 38, também aponta melhora do quadro de demência da mãe, Terezinha, 72, após 60 dias de uso dos óleos. “Ela estava totalmente dependente, só comia comida batida, não tomava banho sozinha. Voltou a comer comida sólida, toma banho, tudo sem ajuda. Mudou drasticamente.”


FONTE: Folhapress/BLOG DO BG

Governo divulga calendário de pagamento de outubro, novembro e dezembro VEJA

O Gabinete Civil do Governo eo Estado anunciou hoje o calendário de pagamento dos servidores do Estado para os próximos 3 meses: outubro, novembro e dezembro.

No dia 15 de outubro recebe wuem ganha até R$ 3 mil (valor bruto) e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento integral do salário à categoria da Segurança Pública.

No dia 31 de outubro recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios e da Educação, além dos 70% restantes de quem ganha acima de R$ 3 mil, concluindo a folha do mês.

Em novembro e dezembro o Governo aumenta a faixa de pagamento para a primeira quinzena.

Assim serão pagos no dia 15 dos respectivos meses os servidores com salários até R$ 4 mil e 30% do salário dos servidores que ganham acima desse valor, entre ativos, inativos e pensionistas, além do pagamento integral do salário à categoria da Segurança Pública.

No final do mês, tanto de novembro quanto dezembro, recebem o salário integral os servidores das pastas com recursos próprios, assim como serão pagos os 70% restantes de quem ganha acima de R$ 4 mil, concluindo a folha.

MOSSORÓ, Ufersa está entre as melhores universidades do mundo

Universidade se destaca em ranking internacional 

O Brasil aumentou o número de universidades que entraram na lista do Times Higher Education, um dos principais rankings universitários do mundo. Liderada pela britânica Universidade de Oxford, a lista deste ano tem 46 universidades brasileiras, contra 35 no ano passado. 

O salto fez o Brasil passar de nono para o sétimo país com maior número de universidades na lista, deixando para trás nações como Chile, Itália e Espanha. Todas as 11 novas instituições brasileiras foram classificadas na faixa de mais de 1.001 — a classificação é feita em grupos a partir da posição 2 

Confira o ranking das universidades que passaram a integrar o ranking: 

Universidade de Caxias do Sul (RS); 

Universidade Federal de Alagoas; 

Universidade Federal do Espírito Santo; 

Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre; 

Universidade Federal de Ouro Preto (MG); 

Universidade Federal Rural do Semi-Árido (RN); 

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; 

Universidade de Fortaleza Pontifícia; 

Universidade Católica de Minas Gerais; 

Universidade do Estado de Santa Catarina; 

Universidade Estadual de Santa Cruz (BA). 

Siga-nos no Instagram. 

FONTE- UOL

SÃO GONÇALO DO AMARANTE, três morrem e um fica ferido em confronto com a PM na Grande Natal

Troca de tiros aconteceu na manhã desta segunda-feira (9) em São Gonçalo do Amarante.

Baleados em São Gonçalo foram socorridos para o hospital da cidade; três não resistiram aos ferimentos   — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Baleados em São Gonçalo foram socorridos para o hospital da cidade; três não resistiram aos ferimentos

Três homens morreram e um ficou ferido na manhã desta segunda-feira (9) durante confronto armado com policiais militares em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Os bandidos, segundo a PM, ainda não foram oficialmente identificados, mas são membros de uma facção criminosa.

Segundo a PM, o confronto aconteceu no bairro Santo Antônio, onde os quatro criminosos foram baleados. Todos foram socorridos ao hospital da cidade, mas três não resistiram aos ferimentos.

Três armas de fogo foram apreendidas.

BOM JESUS, Polícia prende dupla por roubo a carro-forte

A Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor/RN), em ação conjunta com a Delegacia de Roubos e Furtos de Pernambuco (DRF/PE), prenderam, nesse domingo, dois homens suspeitos de envolvimento no crime de roubo a um carro-forte. Durante o crime, cometido no município de Bom Jesus, na quinta-feira, um policial militar que estava de serviço foi atingido por disparos e continua em estado grave na UTI.

Após a ação criminosa, que resultou no roubo de, aproximadamente, R$ 400 mil, os envolvidos conseguiram fugir. Na ocasião, se depararam com uma viatura da Polícia Militar e efetuaram vários disparos de fuzil, atingindo um sargento.

 

FONTE de Robson Pires

Cirurgia para correção de hérnia de Bolsonaro foi bem-sucedida

Procedimento terminou às 12h40 do domingo. Informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do Hospital Vila Nova Star, onde foi feita operação

Bolsonaro passou por cirurgia de correção de hérnia

A cirurgia do presidente Jair Bolsonaro, que foi submetido a uma correção de hérnia (saliência de tecido) incisional que surgiu no local em que foi atingido por uma facada, terminou às 12h40 deste domingo (8).

A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa do Hospital Vila Nova Star, na zona sul de São Paulo, onde foi realizado o procedimento.

 

FONTE R7

LAJES PINTADAS: Desfile Cívico de 7 de Setembro encerra Semana da Pátria com grande Sucesso

VEJAM O GRANDE EXEMPLO DE ORGANIZAÇÃO E PATRIOTISMO

Diferente dos anos anteriores, o Desfile Cívico de 7 de setembro, em Lajes Pintadas-RN, aconteceu na tarde do dia 06 (sexta-feira), e marcou o encerramento com sucesso da Semana da Pátria no município.

O ato Cívico teve a participação dos alunos das escolas da rede municipal, estadual e particular de ensino, além do Grupo de Idosos, desportistas, dentre outros.

O desfile percorreu a Rua Joaquim Bernardino da Silva, passando defronte ao Palanque armado para as autoridades municipais  defronte a Igreja de São Francisco de Assis. O qual contou com a presença da Prefeita Preta Furtado, Vereadores, lideranças políticas e Secretários Municipais.

Uma grande quantidade de pessoas assistiu o desfile que, diga-se de passagem, ficaram encantadas as apresentações das escolas.

 

FONTE- Blog de Lajes Pintadas.

 

MOSSORÓ: Rosalba e Larissa posam de aliadas apesar de pesquisa apontar possibilidade de distanciamento

MOSSORÓ, RESPIRANDO POLITICA NO DESFILE CÍVICO DE 7 DE SETEMBRO

No desfile de 7 de setembro em Mossoró, a Prefeita Rosalba Ciarlini e a ex-Deputada Larissa Rosado posaram de aliadas.

O fato é que a última pesquisa publicada em Mossoró incomodou o Palácio da Resistência ao incluir o nome de Larissa.

Rosalba é pré-candidata à reeleição e Larissa surge como postulante ao cargo, embora não se pronuncie sobre a possibilidade.

Mas, no dia de festejar a Pátria, as duas apareceram como aliadas.

Larissa, a vereadora Sandra Rosado, Rosalba e a vice-prefeita Nayara

Completando o grupo a presidente da Câmara de Mossoró Izabel Montenegro

 

FONTE- Thaysa Galvao