Mês: abril 2020

Brasil tem 4.205 óbitos por coronavírus e 61.888 casos confirmados; Nas últimas 24h foram registradas 189 mortes e 3.379 novos infectados

O novo coronavírus já infectou 61.888 pessoas no Brasil, matando 4.205. Os números são de balanço do Ministério da Saúde divulgado neste domingo. No balanço anterior, de sábado, eram 58.509 casos da doença e 4.016 mortes.

A letalidade, ou seja, a quantidade de pessoas mortas em relação àquelas que pegaram a doença, é de 6,79%.

Foram 189 novas mortes, ou seja, um aumento de 4,71% em relação a sábado. Já a quantidade de casos novos foi de 3.379, uma elevação de 5,78% em relação ao dia anterior.

FONTE: O Globo

Nível da barragem Armando Ribeiro elevou mais 70 centímetros

O nível da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, no Vale do Açu (RN), elevou mais 70 centímetros.  Agora faltam 8,81 metros para a sangria do reservatório. O volume aumentou cerca de 76 milhões de metros cúbicos. Hoje o reservatório está com 1,090 bilhão de metros cúbicos, que corresponde a 45,95% de sua capacidade máxima.

Veja o que muda nos planos de saúde durante a pandemia de coronavírus

Com a chegada do novo Coronavírus no Brasil, os planos de saúde alteraram, em caráter de exceção, alguns pontos no atendimento de seus beneficiários para doenças não relacionadas a ele. Por isso, caso você tenha um convênio particular, fique ligado às mudanças na assistência suplementar e saiba seus direitos.

Para evitar a sobrecarga das unidades de saúde e a exposição desnecessária das pessoas ao risco de contaminação, a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) decidiu prorrogar os prazos máximos de atendimento dos planos em relação a consultas, exames, terapias e cirurgias que não sejam urgentes.

Os limites atuais serão mantidos para tratamentos que não podem ser interrompidos ou adiados por colocar em risco a vida do paciente, além de atendimentos de urgência e emergência. Mas os beneficiários que precisarem de uma consulta com um clínico geral, por exemplo, agora terão que aguardar 14 dias para o atendimento, e não sete dias, como antes da pandemia.

Segundo a ANS, se, mesmo com contato do consumidor, a operadora do plano de saúde não garantir o atendimento no novo prazo estabelecido, contado da data do pedido, deve ser feita denúncia para a agência reguladora por meio dos canais de relacionamento. Para isso, é necessário informar o protocolo de contato fornecido pelo plano.

Já as regras de reembolso continuam iguais, mesmo com a pandemia. Caso o beneficiário entre em contato com a operadora de saúde e, no entanto, tenha sido obrigado a pagar os custos do serviço ou procedimento por não conseguir atendimento no prazo, o plano deverá reembolsá-lo integralmente em até 30 dias, contados da data da solicitação.

Telemedicina

(Veja mais…)

Açude Gargalheiras está com 30,3% de seu volume total d’água

Açude Gargalheiras, localizado em Acari está com 13 milhões, 469 mil, 845 metros cúbicos, o que corresponde a 30,3% de seu volume total d’água. De acordo com medição feita pela Caern neste domingo (26), faltam 5,32 metros para sua sangria.

OMS recomenda que governos limitem a venda de bebidas alcoólicas durante quarentena

Governos deveriam limitar a venda de bebidas alcoólicas durante as quarentenas, recomendou a OMS (Organização Mundial de Saúde). Segundo a entidade, o álcool reduz a imunidade, e seu consumo excessivo pode prejudicar a saúde física e mental e elevar o risco de violência doméstica durante confinamentos.

A seção europeia da OMS também afirmou que as bebidas não protegem contra o novo coronavírus, uma resposta a declarações do presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, que numa entrevista ao jornal britânico The Times recomendou vodka contra a doença.

“Medo e desinformação geraram um mito perigoso de que bebidas com alto teor alcoólico podem matar o coronavírus. Não matam”, afirma o comunicado da OMS.

Segundo a entidade, além de qualquer bebida alcoólica ter potencial de danificar a saúde, as mais fortes podem até matar.

O produto é responsável por 3 milhões de mortes por ano no mundo, um terço delas na Europa.

A OMS também afirma que as bebidas, ao reduzirem a imunidade, podem elevar os riscos de doenças em geral. “Por isso, as pessoas devem minimizar o consumo de álcool particularmente durante a pandemia.”

Outro efeito adverso é o estímulo a comportamentos de risco, ou a reduzir as precauções necessárias contra a transmissão do coronavírus.

“Pessoas com tendência ao consumo abusivo estão especialmente vulneráveis, principalmente em autoisolamento”, diz o comunicado.

Segundo a OMS, regulações já existentes, como idade mínima e proibição de publicidade, deveriam ser elevadas e reforçadas durante a pandemia.

O órgão também recomenda aos governos que fortaleçam os serviços ligados ao abuso de álcool e drogas e reforcem campanhas de informação sobre os riscos.

FONTE: Folha de São Paulo

RIO DE JANEIRO: Morre aos 72 anos, o cantor e compositor Moraes Moreira

Morreu, na manhã desta segunda-feira (13), no Rio de Janeiro, o cantor e compositor Moraes Moreira, aos 72 anos. A informação teria sido confirmada por sua assessoria de imprensa ao jornal Metrópole.

Ainda não se sabe a causa da morte do músico, um dos maiores nomes da música brasileira. “Ele estava bem, ninguém sabe as causas”, informou um familiar do cantor. 

CORONAVÍRUS: : 339 casos confirmados, 2698 suspeitos, 1573 descartados e 17 óbitos no RN

O novo boletim epidemiológico do Rio Grande do Norte divulgado nesta segunda-feira(13) informa que o Estado registra 339 casos de Covid-19, com 2698 suspeitos. Descartados somam 1573. Até o momento, 17 mortes foram confirmadas, e outras 12 estão sob investigação.

Sexta-feira da Paixão! ‘Jesus morreu para Salvar a humanidade’

Sexta-feira da Paixão ou Sexta-Feira Santa é um feriado religioso comemorado pelos cristãos, simbolizando o dia da morte de Jesus Cristo, e faz parte das festividades da Páscoa, que simboliza a ressurreição do Messias.

A sexta-feira da Paixão é considerada uma data móvel, ou seja, não possui um dia específico para ser comemorado anualmente. Por regra, deve ser celebrada na sexta-feira que precede o domingo de Páscoa.

De acordo com a tradição, para se definir o dia em que é celebrada a sexta-feira santa, considera-se a primeira sexta-feira de lua cheia após o equinócio de primavera (no Hemisfério Norte) ou equinócio de outono (no Hemisfério Sul). Neste caso, a sexta-feira da Paixão pode ocorrer entre os dias 22 de março e 25 de abril.

Portaria de Mandetta repassa mais de 19 milhões para o Estado do RN, mais de 18 milhões para Natal e outros valores para todos os municípios do Brasil

Com o socorro emergencial sem acordo entre governo e Congresso, o Ministério da Saúde baixou portaria repassando recursos a estados, municípios, hospitais…

O Governo do Rio Grande do Norte vai receber pouco mais de 19 milhões…

A Prefeitura de Natal, mais de 18 milhões, Mossoró mais de 5 milhões, Santa Cruz, Parnamirim e Caicó mais de 1 milhão…

Confira a portaria já publicada e os valores que serão repassados a cada município do RN.

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO
Publicado em: 09/04/2020 | Edição: 69-A | Seção: 1 – Extra | Página: 60
Órgão: Ministério da Saúde/Gabinete do Ministro
PORTARIA Nº 774, DE 9 DE ABRIL DE 2020
Estabelece recurso do Bloco de Custeio das Ações e dos
Serviços Públicos de Saúde – Grupos do Piso de Atenção
Básica-PAB e de Atenção de Média e Alta Complexidade-MAC,
a ser disponibilizado aos Estados, Distrito Federal e Municípios,
destinados ao custeio de ações e serviços relacionados à
atenção primária à saúde e à assistência ambulatorial e
hospitalar decorrente do coronavírus – COVID 19.

O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos I e II do Parágrafo único do art. 87 da Constituição, e
Considerando a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, que dispõe sobre as medidas para
enfrentamento da emergência em saúde pública, de importância internacional, decorrente do coronavírus

COVID 19, responsável pela atual pandemia;
Considerando a Portaria nº 188/GM/MS, de 3 de fevereiro de 2020, que declara Emergência
em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo
Coronavírus (2019-nCoV);
Considerando a Portaria nº 356/GM/MS, de 11 de março de 2020, que regulamenta a
operacionalização do disposto na Lei supracitada; e
Considerando a Medida Provisória nº 924, de 13 de março de 2020, que abre crédito
extraordinário em favor dos Ministérios da Educação e da Saúde, resolve:
Art. 1º Fica estabelecido recurso do Bloco de Custeio das Ações e dos Serviços Públicos de Saúde no montante de R$ 3.944.360.944,06 (três bilhões, novecentos e quarenta e quatro milhões, trezentos e sessenta mil, novecentos e quarenta e quatro reais e seis centavos), a ser disponibilizado em
parcela única aos Estados, Distrito Federal e Municípios, conforme abaixo:
I – R$ 224.083.186,00 (duzentos e vinte e quatro milhões, oitenta e três mil e cento e oitenta e seis reais) – referente a competência financeira fevereiro de 2020 do Piso de Atenção Básica-PAB,
conforme anexo I.
II – R$ 3.720.277.758,06 (três bilhões, setecentos e vinte milhões, duzentos e setenta e sete mil, setecentos e cinquenta e oito reais e seis centavos) – referente a 1/12 (um doze avos) do Limite Financeiro anual do Grupo de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar dos Estados, Distrito Federal e
Municípios, conforme anexo II.
Art. 2º Estabelecer que os recursos financeiros serão destinados ao custeio das ações e serviços
relacionados à atenção primária à saúde e à assistência ambulatorial e hospitalar decorrente do
coronavírus – COVID 19.
Art. 3 º Determinar que o Fundo Nacional de Saúde adote as medidas necessárias para a transferência do montante estabelecido no Art. 1º aos Fundos Estaduais de Saúde, do Distrito Federal e
Municipais, em parcela única, mediante processo autorizativo encaminhado pela Secretaria de Atenção
Especializada à Saúde.
Art. 4º – Os recursos orçamentários, objeto desta Portaria, correrão por conta do orçamento do Ministério da Saúde, devendo onerar o Programa de Trabalho 10.122.5018.21C0.6500 – Enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional Decorrente do Coronavírus.
Art. 5º – A prestação de contas sobre a aplicação dos recursos será realizada por meio do
Relatório Anual de Gestão – RAG do respectivo ente federativo beneficiado.
Art. 6º – Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
LUIZ HENRIQUE MANDETTA
Agora veja quanto cada município do Rio Grande do Norte vai receber: