Categoria: Notícias

O RESGATE DA APICULTURA NO RN

     Com o início do inverno e a retomada da floração das
espécies nativas, renasce a esperança dos apicultores do Rio Grande do Norte em
alavancar a produção do mel e seus derivados. Para isso o Governo do Estado,
através da Câmara Técnica Setorial do Mel e Derivados em parceria com a
EMATER-RN, UFRN, Federação Apícola do RN, Associações de Apicultores entre
outras organizações estão elaborando um diagnóstico simplificado para enviar ao
banco mundial, com a intenção de que eles autorizem a publicação do primeiro
edital das cadeias produtivas, no caso, um edital para a apicultura e cajucultura.

Como criar abelhas sem ferrão

     Elas não oferecem risco à população e podem ser manejadas em áreas urbanas. Atividade rende mel saboroso e com menos açúcar.

      Se o receio de levar ferroadas é o que impede de se colocar em prática o
interesse pela produção de mel, alimento com demanda certa, por ser um
produto saudável e delicioso, uma boa alternativa é o manejo de abelhas
sem ferrão. Impossibilitadas de dar doloridas picadas, elas não precisam
de fumaça para ser acalmadas nem que o apicultor use equipamentos de
proteção individual (EPIs), como macacão com máscara conjugada, botas de
borracha e luvas de nitrila.

     
Atrofiado ao longo da evolução das espécies desse grupo, o ferrão não
oferece risco à população, permitindo que essas abelhas possam ser
criadas em áreas próximas de pessoas e animais, inclusive em ambientes
urbanos. Mas vale ressaltar que, quando se sentem ameaçadas, elas se
defendem mordendo geralmente olho, orelha, nariz e cabelo do invasor. O
uso de um véu, no entanto, é o suficiente para proteger o rosto de algum
ataque.

       Em cativeiro, as abelhas sem ferrão são criadas em caixas pequenas, que
não exigem esforço físico e ocupam menos espaço. Por outro lado, com uma
população reduzida, a produtividade da colônia da maioria das espécies,
de 1 a 3 litros de mel por ano, dependendo da região e da florada e é menor se comparada com a das abelhas
com ferrão (africana), que registra em média de 20 a 40 litros por ano levando-se também em consideração vários aspectos, entre estes a região e a florada.

       Contudo, além de ter 10% menos de açúcar, o mel de abelha sem ferrão
apresenta tipos diferentes de acordo com cada espécie produtora,
ampliando o leque de opções para o mercado e agregando valor ao
alimento, cujos preços no varejo variam de R$ 30 a R$ 100 por litro.

Os agricultores de RIACHUELO iniciam o plantio e recebem o apoio da Prefeita Mara Cavalcante.

     Com a retomada do inverno, apesar do baixo índice pluviométrico registrado em Riachuelo, renasce a esperança do homem do campo em realizar o plantio principalmente das culturas de subsistência. Para isso, os agricultores vem intensificando essa atividade e recebendo o apoio da municipalidade através da administração Mara Cavalcante, na questão do corte de terras onde irá proporcionar maior agilidade na semeadura dos grãos.

Acidente envolvendo quatro veículos mata duas mulheres na BR 304

Viatura da PM foi um dos carros envolvidos nesta colisão

A colisão entre quatro veículos resultou na morte de duas mulheres,
nesta quinta-feira (20). O acidente aconteceu na BR 304, entre Caiçara
do Rio dos Ventos e Cachoeira do Sapo. Um caminhão com placas do Paraná,
um Fiat Uno com placas de João Pessoa, uma van com placas de Tabuleiro
Grande e uma viatura do GTO de João Câmara se envolveram no acidente.

Duas mulheres que estavam na van morreram. Elas foram identificadas
como Ivone Leite de Araújo, de 53 anos, e Maria Noeme de Aquino Costa,
46 anos. De acordo com o motorista da van, Rêmulo Ronald, o causador do
acidente teria sido o condutor do Fiat Uno, que realizou diversas
ultrapassagens ilegais.

“Ele perdeu o controle depois de fazer ultrapassagens e acabou sendo
atingido pelo caminhão”, disse. O motorista do Uno preferiu não falar
com a equipe de reportagem. Várias pessoas ficaram feridas e foram
conduzidas para o pronto socorro Clóvis Sarinho, em natal.


Outras permaneceram no local aguardando a chegada de outra van para
seguirem viagem. Dona Maria de Lourdes, passageira da van, disse que foi
um milagre não ocorrido uma tragédia ainda maior e confirmou que o Fiat
Uno teria provocado o acidente.

A Polícia Rodoviária Federal controlou o trânsito que ficou lento no
trecho e, em seguida, profissionais do Instituto Técnico-Científico de
Polícia recolheram os corpos e levaram para a sede do órgão, em Natal.

Fonte:  O Jornal de Hoje

EMATER AGILIZA EM BRASÍLIA PROJETOS PARA A EXTENSÃO RURAL POTIGUAR

     A liberação de recursos financeiros para a execução
de Programas e Projetos para a agilização da Assistência Técnica e Extensão Rural no Rio Grande do Norte, foi um  dos objetivos da viagem do Diretor Técnico da EMATER-RN, Aristides Bezerra, a Brasília, durante sua estada nos dias 05 (cinco) e 07 (sete) último na capital federal. Ele esteve nos Ministérios do
Desenvolvimento Agrário (MDA), do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS)
e outras instituições parceiras da EMATER-RN.
     Na Secretaria da Agricultura Familiar, do
Ministério do Desenvolvimento Agrário, o Diretor acima, Aristides Bezerra, viabilizou a
liberação de parcela do Projeto Pacto Federativo, no valor de R$ 6 milhões, já
garantida, inclusive com a contrapartida de 10 % do Governo do Estado do RN.
    Segundo o Diretor Técnico da EMATER-RN ressalta, o
repasse financeiro será aplicado em ações direcionadas à agricultura familiar
em todos os 167 municípios do Rio Grande do Norte através de ações que começam
com a capacitação dos extensionistas rurais da Instituição e dos pequenos
produtores.  
     Aristides Bezerra, falou das ações que tem como
finalidade, habilitar os agricultores familiares para uma melhor qualidade de
vida obtida com a ocupação e renda. Entre outras atividades, ele destacou a
realização de oficinas temáticas, dias de campo, circuito de tecnologias,
seminários e cidadania no campo. Também constaram em seus encaminhamentos, projetos para aquisição de
veículos e equipamentos.
   
Também em Brasília, o Diretor, participou da assembleia
geral da Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e
Extensão Rural (Asbraer). 

A PASTAGEM VERDE VOLTA A PREDOMINAR EM CAIÇARA DO RIO DO VENTO

                      Após prolongado período de estiagem, onde dizimou pastagens, comprometendo a agropecuária do município e região, renasce agora, a esperança do homem do campo em busca de dias melhores. Em particular, o nosso município registra até o presente 161mm de chuvas durante o ano em curso.

Linda Imagem do MORRO DO CARECA

                
                 O Morro do Careca é uma duna de aproximadamente 107 metros localizada no extremo sul da Praia de Ponta Negra, em Natal, Rio Grande do Norte. É um dos principais símbolos turísticos da cidade.

 
                No passado era uma fonte de diversão. Os banhistas e turistas escalavam o morro e desciam com a ajuda de um brinquedo chamado esquibunda,
além disso, era um exercício para os que o escalavam. Desde o final de
década de 90 o Morro do Careca está fechado a visitação. O motivo da
implantação da cerca de proteção é para preservação da mata de restinga e
também para a areia não descer e consequentemente a altura do morro
diminuir. Portanto atualmente é suspensa qualquer atividade sobre a
duna.

Chuva forte e queda de granizo no Agreste paraibano

Uma chuva de granizo foi registrada em pelo menos três municípios da região do Agreste da Paraíba. O fenômeno, pouco comum na região onde predominam altas temperaturas, assustou os moradores. A semana começou com a ocorrência de chuvas fortes e fenômenos atípicos em vários locais da estado, segundo informaram os meteorologistas, depois do vórtice ciclônico que causou destruição num distrito do município de Gurinhém.

A lagoa Nova, no Agreste paraibano, Matinhas e Massaranduba, na região metropolitana de Campina Grande, a 125 km de João Pessoa, enfrentaram fortes chuvas, ventanias, raios, trovões e a queda de granizo na noite dessa segunda-feira (17).

Granizo é a forma de precipitação que consiste na queda de pedaços irregulares de gelo, comumente chamados de pedras de granizo. Essas pedras, na Terra, são compostas por água no estado sólido e medem entre 5 e 200 mm de diâmetro, sendo as pedras maiores provenientes de tempestades mais severas. As imagens com os pedaços de gelo nas ruas já circulam pelas redes sociais. O internauta Falbanez Chaves, morador de Alagoa Nova, compartilhou na fanpage do Portal Correio no algumas fotos que comprovam as ocorrências naturais.

Jovens e deficientes físicos têm oportunidades de emprego

A Sala de Emprego desta segunda-feira (17) mostra as oportunidades para quem não tem experiência e está em busca de emprego. A reportagem aborda dois perfis: o jovem que nunca trabalhou e pessoas que têm algum tipo de deficiência.

No último Censo, 55% das pessoas com deficiência estavam desempregadas. A lei de cotas que completa 10 anos este ano obriga as empresas a contratarem pessoas com deficiência. Dependendo do número de funcionários, a cota chega a 5% das vagas. Quem não cumprir, paga multa de até 1,7 mil por dia por vaga não preenchida. “Hoje existem muitas vagas, mas as empresas geralmente costumam ainda exigir pessoas só com determinado tipo de deficiência e isso acaba dificultando”, explica Marinalva Cruz, coordenadora do Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência (PADEF).

Em São Paulo, a Secretaria de Emprego oferece treinamento a pessoas com deficiência. O escritório de advogados Ferrareze Freitas usou o programa para contratar o auxiliar administrativo Wenderson Cardoso Lima Silva, que tem visão parcial: “A maior dificuldade vem do deficiente, ele pôr na cabeça que a gente procura e a gente corre atrás dos nossos objetivos. É só disso que a gente precisa, de uma oportunidade para poder se destacar”.

Fonte: Jornal Hoje

Álvaro Dias também prestigia café em homenagem a Wilma

a6382365ec980124e3c80cd4d46b6d82

O ex-deputado  Álvaro Dias prestigia neste momento ao lado de vários políticos do café da manhã oferecido a vice-prefeita Wilma de Faria (PSB).  Álvaro Dias também demonstra sua opção pela coligação do PMDB com o PSB, já que recentemente recebeu Wilma na sua casa de veraneio em Barra de Tabatinga. O clima é amistoso para a “guerreira” dentro do PMDB.