AGRIPINO E AECIO INTEGRAM O GRUPO QUE FOI AO STF DEFENDER CPI NO SENADO PARA INVESTIGAR ESCÂNDALOS NA PETROBRAS

   Ao lado do presidenciável Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, o presidente do DEM, senador José Agripino, integrou grupo de senadores e deputados da oposição que foram ao Supremo Tribunal Federal (STF) protocolar dois mandados de segurança referentes à criação da CPI da Petrobras.
    Os documentos entregues ao Supremo põem em dûvida a CPI defendida pelos governistas na Câmara, e pede a instalação de uma CPI no Senado.
   “Governo governa e oposição fiscaliza. Fiscalizar é uma obrigação constitucional. Nesse ato pluripartidário não há solidariedade de partido com partido, há solidariedade com o país”, justificou Agripino.
    Além dos presidentes do DEM evdi PSDB, foram ao STF os senadores Aloysio Nunes (PSDB/SP), Álvaro Dias (PSDB/PR), Pedro Taques (PDT/MT), Cristovam Buarque (PDT/DF), Rodrigo Rollemberg (PSB/DF), Pedro Simon (PMDB/RS), Jarbas Vasconcelos (PMDB/PE), Randolfe Rodrigues (PSOL/AP) e os deputados Mendonça Prado (DEM/PE), Paulo Pereira (SDD/SP), Antônio Imabassahy (PSDB/BA) e Domingos Sávio (PSDB/MG)

Deixe uma resposta