AMÉRICA É CAMPEÃO ESTADUAL DE 2014

   O América é campeão potiguar de 2014. O Alvirrubro empatou por 0 a 0 com o Globo na Arena das Dunas, conquistou pela 34ª vez o título estadual e cicatrizou a ferida do ano passado, quando perdeu o título para o Potiguar de Mossoró no estádio Barrettão. De quebra, levou também o maior público da Arena: 19.449 torcedores, batendo em cerca de 200 presentes o da estreia. A renda, por sua vez, ficou abaixo da inauguração: R$ 379.765,00.

   Uma novidade foi o local onde os jogadores, tanto do Globo, quanto do América, receberam as medalhas. De costume no Rio Grande do Norte – e nos estádios do Brasil em geral – todos sobem em palcos armados no campo. Mas dessa vez, assim como acontece nos estádios padrão Fifa, os jogadores subiram em meio à torcida até um local próximo às tribunas de imprensa e aos camarotes

   Lá também foi erguido o troféu pelo capitão Edson Rocha – que fez o gesto pela primeira vez com a camisa do América, clube pelo qual já fez mais de 200 jogos. “Isso é para todos que nos apoiaram, para a torcida!”, disse após o jogo. “Isso foi resultado de muito trabalho. O América se planejou, tinha um objetivo, uma meta a conquistar e nós alcançamos isso”, declarou o presidente do clube, Gustavo Carvalho. “Parabéns à torcida que prestigiou o clube também, que agora é o primeiro campeão da Arena das Dunas”. O jogo parecia do América, de fato. Antes da partida, o ídolo do clube Souza foi homenageado.

    O atacante Rodrigo Pimpão também conquistou seu primeiro título como jogador americano. “Acho que a gente é merecedor disso. Se a nossa equipe continuar nesse ritmo que está atuando, nós podemos ir longe”, disse o jogador após a partida.

    Nos números, o Dragão foi bem superior aos adversários no Estadual. O time de Oliveira Canindé – que sucedeu Leandro Sena no comando dos rubros – foi o primeiro na classificação geral da competição, com 32 pontos. O Globo, segunda melhor equipe classificada, teve 23 pontos marcados na soma dos dois turnos na sua primeira participação na elite do Potiguar.

    No primeiro turno, a equipe de Ceará-Mirim levantou o título pelo saldo de gols superior ao do Dragão, que no segundo turno acumulou seis vitórias e um empate em sete jogos.
Ao todo, o Dragão perdeu duas partidas na competição – uma delas para o Globo, no Barrettão, e outra para o Baraúnas, em Mossoró.

    “Você chega com um peso muito grande a uma final por saber que o Globo com a capacidade financeira que tem, jogoua tirando outras equipes como ABC, Potiguar, Baraúnas e Alecrim das finais”, disse o técnico Oliveira Canindé em entrevista coletiva após a partida. “Eles são guerreiros, eles merecem”, completou o técnico.

   O América jogava pelo empate para ser campeão. E jogou esperando por ele durante a maior parte do tempo da partida, com o regulamento debaixo do braço, mesmo apesar das declarações de que o time buscaria a vitória no início da semana.

    As chances de gol do Alvirrubro dentro de campo foram raras e o goleiro Rafael, do Globo, pouco trabalhou. O momento mais complicadopara o arqueiro da Águia foi no segundo tempo quando o atacante Adriano Pardal, em lance de contra-ataque, recebeu livre na grande área, e chutou rasteiro. Com os pés, Rafael evitou o gol americano na Arena das Dunas.

    O time de Ceará-Mirim esteve melhor durante a primeira etapa, mas sempre com chutes de longa distância com Ricardo Lopes, Renatinho Potiguar e Rael. Na segunda etapa, apesar da vontade de conquistar o título, a equipe do técnico Higor César pouco conseguiu criar.

Deixe uma resposta