ARENA DAS DUNAS: A grande imporensa cita como “elefantes brancos” da Copa

Arena das Dunas, em Natal

Passados exatamente dois anos da abertura da Copa do Mundo, as sedes do evento sofrem com falta de público. Se havia dúvida sobre a criação de “elefantes brancos”, o levantamento realizado pela Folha mostra que, sim, eles existem. E o peso deles cai, como se previa, sobre os ombros do poder público.
Se as partidas não dão conta de cobrir os gastos elevados dos estádios, o jeito é investir em eventos com outras características, como shows. Somadas, a Arena das Dunas (25% de taxa de ocupação), em Natal, e a Fonte Nova (30%), em Salvador, já receberam mais de 170 eventos sem relação com o futebol, de feirão de automóveis a circos.

Deixe uma resposta