BRASILEIRO QUER MUDANÇA, DIZ AGRIPINO SOBRE QUEDA DE DILMA NA PESQUISA CNT

    A queda de 6,7 pontos percentuais nas intenções de voto à presidente Dilma Rousseff, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (29) pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), é uma mostra clara de que a população brasileira está desencantada com o atual governo e aspira por mudanças. A afirmação é do líder do Democratas no Senado, José Agripino (RN).
   “As pessoas sentem a falta de comando do governo federal nas promessas feitas e não cumpridas. É a questão da tarifa de energia elétrica que não para de subir, a queda nos investimentos do país. Tudo isso é percebido. As pessoas se desencantam com o governo e começam a ser mover na direção de outras preferências”,ressaltou.
    Segundo a CNT, em um cenário com os três principais candidatos (Dilma, Aécio Neves e Eduardo Campos), Dilma teria hoje 37% das intenções de voto – em fevereiro, a chefe do Executivo tinha 43,7% de intenções. O senador Aécio Neves (PSDB) tem hoje 21,6% (contra 17% na pesquisa anterior); e o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), 11,8% (contra 9,9% em fevereiro).
    O número de brancos e nulos, segundo a pesquisa, chegou a 20% nesse cenário, e 9,6% dos eleitores não souberam ou não responderam. “A campanha não começou. Essa queda é a percepção da população, do eleitor, com relação à qualidade do governo. A grande maioria do povo quer mudança”, diz Agripino. Foram entrevistadas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 24 Unidades Federativas das cinco regiões, entre os dias 20 e 25 de abril de 2014.

Deixe uma resposta