Caern deve adotar Racionamento de água em Angicos e municípios da Região Central.

Do tormento da inundação ao flagelo da seca. Quem não lembra? No ano de 2008, a Cidade de Angicos enfrentou uma das maiores enchentes da sua história, chegando a enquadrar-se no rol dos municípios do RN, em estado de calamidade.
Hoje, alguns anos depois, não apenas Angicos, mas, pelo menos 159 dos 167 municípios do RN, estão em estado de emergência decorrente da forte estiagem que começou em 2012, continuou em 2013, perdurou em 2014 e se prolonga em 2015.
Sem dúvida, a seca aumentou o número de municípios atingidos pela falta de chuva. O Rio Grande do Norte sofre com os reflexos negativos da estiagem prolongada. Uma parte dos municípios está sendo abastecidos por carros Pipas da “Operação PIPA”.
O resultado disto tudo: A CAERN deve adotar racionamento de água em Angicos e nos municípios da Região Central do Estado. Existem Cidades no sertão potiguar que estão entrando em Colapso devido à escassez de chuvas.
O alento para o nordestino é o retorno das chuvas pontuais e torrenciais que abasteceram alguns reservatórios, inclusive, o maior manancial do Estado, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, em Assú, com capacidade de armazenagem de até 2,4 milhões de metros cúbicos. Atualmente, a barragem opera com apenas 30% das reservas e vazão de 8 mil litros de água por segundo.
Alertar a população para as necessidades de economizar água e diminuir o desperdício, são ações que devem ser intensificadas pelo órgão.

Deixe uma resposta