CAIÇARA DO RIO DO VENTO: Emancipação política do município, 54 anos de histórias.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, multidão e atividades ao ar livre

Procissão do padroeiro São Sebastião

Resultado de imagem para fotos de caiçara do rio do vento

Vista da cidade (centro)

Resultado de imagem para fotos de caiçara do rio do vento

Igreja matriz

Resultado de imagem para fotos de caiçara do rio do vento

Resultado de imagem para fotos de caiçara do rio do vento

Vista da BR 304, saída da cidade

Resultado de imagem para foto do prefeito filipinho de caiçara do rio do vento
Prefeito atual Felipe Múller (filipinho)

SUA HISTÓRIA
Em uma Região inóspita e ressequida por longos períodos de estiagem, com flora e fauna características do bioma da caatinga, onde outrora foi dominada por povos indígenas, notadamente tapuias (evidências comprovam isto), Surgiu o hoje município de Caiçara do Rio do Vento.
A ocupação propriamente dita teve seu início no inicio do século XVIII, por volta de 1710, quando os irmãos Manoel e Francisco Rodrigues Coelho pediram terras na testada da Boágua, que corria até a Serra da Gameleira. Em 02 de agosto de 1749, Manoel Pinheiro Teixeira requereu parte da data do Rio do Vento que pertencia a seu avô Manoel Rodrigues Coelho, as terras desciam pelo Riacho do Sapo, confinando com as do seu tio Jose Pinheiro Teixeira que as tinha desde 1734 no Rio do Vento, e com as do seu irmão Bernardo Pinheiro Teixeira.
 O Sitio Caiçara do Rio do Vento pertencia em 1850 a Manoel Ferreira Pires, do qual, os remanescentes ainda hoje habitam em Caiçara do Rio do Vento.
Caiçara do Rio do Vento comemora seu aniversário em 19 de janeiro data que corresponde à da emancipação política que ocorreu no ano de 1963, quando Caiçara do Rio do Vento até então, arruado de poucas casas e alguns estabelecimentos comerciais as margens do rio que dá origem ao seu nome, se desmembrou politicamente do município de Lages. Após sua emancipação política a cidade foi administrada pelos prefeitos: Severino Lourenço de Carvalho, Lourenço Alves Ferreira Carvalho, Manoel Sinfrônio Bezerra, Julio Vitorino de Andrade, Emanoel Gelson de Andrade (três mandatos), Etevaldo Câmara Lisboa (três mandatos) e Felipe Eloi Muller (dois mandatos) Francisco Edson Barbosa, que assumiu o cargo (Setembro/2009) após a renúncia do titular, Felipe Eloi Muller a onde o município passou por um processo de anulação da eleição o que desencadeou a realização de uma nova eleição de forma suplementar para escolha do prefeito, no decorrer da organização deste pleito assumiu interinamente a Prefeitura a Presidente da Câmara Municipal a Vereadora Conceição de Maria Fernandes Soares, no período de Janeiro à Abril de 2013. Na eleição suplementar realizada em 07 de abril de 2013, foi eleita e empossada no dia 1º de Maio do mesmo ano, para o Cargo de Prefeita Constitucional, Conceição de Maria Gomes Lisboa Rocha, para continuidade da Legislatura 2013/2016 e que hoje, o municipio é administrado pelo jovem Prefeito FELIPE MÚLLER, filho do então ex-Prefeito Felipão.

Deixe uma resposta