Chuva muda paisagem no Ceará

A metamorfose da natureza com as últimas chuvas no Centro do Estado já começa a ser apreciada e elogiada. Em Quixadá, conhecida por sua peculiaridade geográfica, pela formação de cadeias de monólitos, como uma das mais exóticas do Brasil, o Açude Cedro, apesar de estar seco, com apenas 8 % do seu volume, ganha destaque. Os visitantes consideram a paisagem deslumbrante, tendo ao fundo um das mais famosas formações rochosas do Mundo, a pedra da “Galinha choca”. Em poucos dias o monocromático acinzentado, causado pela estiagem prolongada, deu lugar a um verde exuberante.
Além de encantada a professora universitária Alice Masteranni ficou impressionada. Esticando as férias no Ceará, com um grupo de amigas, como começou a chover com mais intensidade no litoral a educadora paulista recebeu orientação dos guias turísticos para conhecer a “Terra dos monólitos”. Além de ser próxima de Fortaleza, pouco mais de 160Km, poderia apreciar a “seca” e ainda conhecer o Santuário de Nossa Senhora Imaculada Rainha do Sertão. Ao chegar à cidade a primeira indicação foi o Açude Cedro. “Quando subi ao Santuário percebi a dimensão da beleza deste lugar. Não é apenas o Rio de Janeiro que é abençoado por Deus”, comentou satisfeita.

Deixe uma resposta