Ex-senador Suplicy é preso após protesto contra reintegração de posse

Eduardo Suplicy, 75, ex-senador e candidato a vereador pelo PT em São Paulo, foi preso nesta segunda-feira, 25, pela Polícia Militar após protestar contra reintegração de posse na Zona Oeste do estado. Ele foi levado ao 75º DP, no Jardim Arpoador.
Segundo a Polícia Militar, ele foi detido por resistência. Suplicy se deitou na rua para impedir a reintegração de posse e chegou a ser carregado por policiais militares. Imagens do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) mostram o momento em que Suplicy foi levado por policiais.
VEJA Vídeo do momento da prisão do ex-senador
Desde o início da madrugada desta segunda, moradores realizam protesto contra reintegração de posse de um terreno na Cidade Educandário, na região da Rodovia Raposo Tavares.
Ao todo, são 350 famílias que ocupam uma área que pertence à Prefeitura de São Paulo. Moradores montaram barricadas com colchões e madeiras nas entradas do terreno.
Eles atearam fogo para tentar impedir a aproximação do oficial de Justiça e de policiais militares que estavam no local. Um ônibus foi atravessado na via pelos moradores. Mais tarde, o veículo foi parcialmente incendiado, mas as chamas já foram apagadas.
Às 8h, a tropa de Choque, da Polícia Militar, estava no local e a situação ficou tensa. Policiais Militares jogaram bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral e moradores atiraram pedras.
Segundo a Prefeitura de São Paulo, as casas foram construídas em um barranco e a área é considerada de risco. De acordo com a administração municipal, os moradores foram cadastrados para recebimento do auxílio bolsa-aluguel.
FONTE: G1

Deixe uma resposta