Executiva Estadual do PT anuncia rompimento com governo Robinson

Em reunião na tarde desta quinta-feira (14), a executiva estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu pela saída do governo Robinson Faria, e consequentemente o rompimento com a aliança com o Partido da Social Democrata (PSD).
O estopim foi a decisão do deputado Fábio Faria (PSD), filho do governador, que optou por votar favorável ao processo de impeachment, durante sessão que acontecerá no próximo domingo (17).
Mais cedo, o secretário-geral PT no RN, Ibero Hipólito, enviou documento para o presidente do partido, Eraldo Paiva, e demais membros da executiva estadual, defendendo a imediata entrega dos cargos ocupados por militantes do PT.
O PT cupa seis pastas no governo Robinson, a Educação, Juventude, Mulheres, Emater, Seara e a Fundação José Augusto.
Segundo Hipólito, “além de ser claro de que esse processo de impeachment é um golpe por não haver crime de responsabilidade, o deputado desprezou a parceria e a aliança vitoriosa das eleições de 2014 que levou o até então desacreditado vice-governador a derrotar Henrique Alves num dos maiores palanques políticos da história do Rio Grande do Norte, onde reunia todas as velhas oligarquias potiguares”, afirmou.

O MOSSORÓ HOJE entrou em contato com a assessoria de comunicação do governador Robinson e foi informado que, por enquanto, o chefe do Executivo estadual não irá se pronunciar sobre o afastamento do PT.
Atualizada às 16h47

Deixe uma resposta