Garibaldi admite a Folha de São Paulo que relação com Dilma “ficou tensa”

O desgosto do PMDB com o PT é encabeçado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves. Ele atribui sua derrota na disputa pelo governo do Rio Grande do Norte ao ex-presidente Lula, que na campanha apoiou Robinson Faria (PSD), eleito no domingo (26).
Embora o deputado diga ter superado a questão, o primo dele, o ministro Garibaldi Alves Filho (Previdência), reconhece que o “ressentimento” pesou na derrubada pela Câmara, na última terça (29), do decreto da presidente Dilma Rousseff que criou os conselhos populares.”A relação ficou tensa, e isso não vai se acalmar tão cedo”, afirmou Garibaldi a Folha de São Paulo.

Deixe uma resposta