“Gasolina da Petrobras atinge maior valor desde início da série de reajustes em 2017” Leia

Como resultado do preço do dólar, atinge chegou a sexta alta seguida, a estatal aumentou o preço para R$ 2,1079 por litro

 | Albari Rosa/Gazeta do Povo

“O preço da gasolina vendida pela Petrobras chegará, nesta quinta (30), ao maior valor desde que houve a incorporação dos reajustes diários, em julho de 2017. Na sexta alta seguida, a estatal aumentou o preço para R$ 2,1079 por litro, como reação ao preço do dólar.

O recorde anterior, do dia 23 de maio, era de R$ 2,0867 por litro. Naquele período, porém, o principal fator de pressão era a cotação internacional do petróleo, que rondava a casa dos US$ 79 (R$ 286, na cotação da época) por barril. O dólar custava R$ 3,625.

Agora, a desvalorização cambial, motivada por incertezas eleitorais e com relação ao cenário econômico para países emergentes. Na terça (28), a moeda americana fechou a R$ 4,15, a terceira maior cotação diária desde o Plano Real. O petróleo fechou em US$ 75,95 (R$ 315, na cotação atual).

Em agosto, o preço da gasolina vendida pelas refinarias da Petrobras acumula alta de 7,1%. Mas dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) mostram que ainda não houve repasse para o consumidor.

Preço da gasolina para o consumidor

Sorry, the video player failed to load.(Error Code: 101104)
Na semana passada, a gasolina custou em média no país R$ 4,429 por litro, queda de 0,24% com relação ao verificado na semana anterior. No mês, a queda acumulada é de 1%, puxada pela redução do preço do etanol anidro, parte da mistura vendida nos postos.

Congelado desde o início de julho, o preço do diesel nas refinarias também deve apresentar alta nesta sexta (31), quando será iniciada nova etapa da terceira fase do programa de subvenção criado pelo governo federal para pôr fim à paralisação dos caminhoneiros.

LEIA TAMBÉM: Em dez dias, preço da gasolina subiu 6,35%

Com a escalada do dólar, o subsídio de R$ 0,30 por litro já não é suficiente para cobrir os descontos dados pelas produtoras e importadoras de diesel. 

Nesta quarta (29), por exemplo, o preço de venda estabelecido pelo governo está R$ 0,49 abaixo do preço de referência usado pela ANP para o cálculo da subvenção -que varia diariamente de acordo com o câmbio e as cotações internacionais, simulando preços de mercado.

De acordo com as regras da subvenção, a ANP definirá na sexta o preço de venda para os 30 dias seguintes.”

FONTE: Gazeta do Povo.

 

Deixe uma resposta