GOVERNADORA LANÇA O RN SUSTENTÁVEL NA REGIÃO POTENGI.

     Durante o evento, também foi lançado o calendário oficial do Circuito Estadual de Exposições Agropecuários do Rio Grande do Norte

     A Governadora Rosalba Ciarlini lançou, na manhã desta quinta-feira (20), o RN Sustentável,   Maior programa de desenvolvimento da história do Rio Grande do Norte, na região do Potengi. O lançamento realizado no município de São Paulo do Potengi faz parte de uma programação de lançamentos em regiões que serão beneficiadas com as ações de desenvolvimento sustentável e das cadeias produtivas.
    Ao todo, serão destinados R$ 5,5 milhões nas áreas de educação, saúde e segurança, por meio do RN Sustentável, para 11 cidades da região do Potengi, são elas: Barcelona, Bom Jesus, Ielmo Marinho, Lagoa de Velhos, Riachuelo, Ruy Barbosa, Santa Maria, São Paulo do Potengi, São Pedro, São Tomé e Senador Elói de Souza.
    As principais obras realizadas nas áreas de saúde, educação e segurança no território do Potengi são a ampliação e reforma de escolas estaduais (investimento de R$ 313,1 mil); equipagem de todas as delegacias e postos policiais (R$ 394 mil); ampliação, reforma e equipagem do hospital regional (R$ 2,8 milhões); maternidade  do hospital regional (R$ 58,6 mil); centro de referência de atenção à mulher em oncologia (R$ 1,3 milhão), além de projetos de bandas filarmônicas (R$ 489,9 mil).
    A Governadora ressaltou a importância do projeto para o desenvolvimento igualitário de todo o Estado, respeitando as particularidades de cada região. “O foco do programa é o desenvolvimento das cadeias produtivas. E aqui vejo a expectativa de todos com as ações que o RN Sustentável irá promover, principalmente, na área da agricultura familiar. Seja através da atividade do campo ou das cidades, não existe maior ação social que gerar emprego e oportunidade para o povo”, pontuou Rosalba Ciarlini.
    Na ocasião, a chefe do Executivo potiguar relembrou que a parceria firmada entre o Banco Mundial e o Governo do RN começou a ser construída quando ainda era senadora da República. “Quando assumi o Governo, quis adiantar essas ações para proporcionar um forte desenvolvimento do RN, mas ainda havia um grande problema. Encontrei o estado com grandes dívidas, sem capacidade de endividamento e sem credibilidade com as instituições bancárias. Por isso, passamos muito tempo organizando as nossas contas para conseguirmos pleitear ações como esta. Agora, dois anos depois, nós vamos, durante cinco anos, desenvolver o maior projeto que o Rio Grande do Norte já viu”, lembrou.

Deixe uma resposta