Jornal Tribuna do Norte completa 65 anos em circulação

 PARABÉNS DO BLOG, POR ESTA PASSAGEM!
Ao longo de 65 anos de história e aproximadamente 19 mil edições publicadas desde o 24 de março de 1950, a história da Tribuna do Norte se confunde com a história do Jornalismo potiguar. Há 15 anos, quando o jornal comemorou o cinquentenário de fundação, o diretor de redação, Carlos Peixoto, declarou que a “TN não procura manchetes fáceis”. A assertiva de anos atrás é  atemporal e se comprovou, nestes últimos dias, com os episódios relacionados às rebeliões no sistema prisional do Rio Grande do Norte e aos boatos disseminados em redes sociais que confundiram a população.
A pequena Natal, descoberta ao mundo após servir de Trampolim da Vitória para as tropas americanas que guerreavam na Europa durante a II Grande Guerra Mundial, foi a cidade escolhida por Aluízio Alves para a realização de mais um sonho: dar vida a um jornal. As três noite de sono mal dormidas, o cansaço e até mesmo a fome que anteciparam a impressão do primeiro exemplar do quarto jornal a circular no estado potiguar à época, não impediram o então deputado federal de perseverar.
Programada para circular no dia 19 de março de 1950, a primeira edição da TRIBUNA DO NORTE só chegou às bancas no dia 24 daquele mês. Uma série de problemas técnicos nas máquinas usadas, adquiridas à Editora Borsoi no Rio de Janeiro, atrasou o lançamento do jornal e obrigou seu fundador e toda a pequena equipe de jornalistas convidada a reescrever, por três vezes, todo o noticiário programado para o matutino.

Deixe uma resposta