Mortes de 40 bovinos com suspeita de raiva deixam o Estado em alerta

A morte de 40 bovinos com suspeita de raiva nos municípios de Riacho de Santana e José da Penha tem deixado a Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP) e a Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental, em alerta. Ainda não houve coleta de amostras para comprovação da doença através do diagnóstico laboratorial, porém o Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (IDIARN), responsável por esta medida, já foi acionado para executá-la.

Nesta semana, a equipe da VI Unidade Regional de Saúde Pública, sediada em Pau dos Ferros, reuniu-se com técnicos do Idiarn para traçar estratégias de prevenção à raiva, como ações de educação sanitária junto aos criadores e a coleta de amostras para diagnóstico laboratorial.

O Programa Estadual de Controle da Raiva da Sesap recomenda que os criadores que manipularam animais suspeitos de raiva procurem assistência médica para avaliação do risco de exposição ao vírus. De acordo com o resultado dessa avaliação, poderá ser necessária a profilaxia antirrábica. A raiva é uma doença grave e considerada 100% letal, por isso a prevenção é a única medida para a proteção da saúde humana.

FONTE: Gazeta do Oeste

Deixe uma resposta