Governador lança edital para ocupação da Central de Agricultura Familiar

Expectativa é que sejam comercializados cerca de 170 toneladas de itens, totalizando a movimentação média de R$ 313 mil por mês

central agricultura
O governador Robinson Faria lançou o edital para ocupação da Central de Agricultura Familiar, em Natal. O local deve entrar em operação nos próximos 30 dias e vai beneficiar cerca de 1200 agricultores familiares. A expectativa é que sejam comercializados cerca de 170 toneladas de itens, totalizando a movimentação média de R$ 313 mil por mês.
Robinson Faria destacou que a abertura do local era uma reivindicação antiga dos produtores rurais. “Há mais de 10 anos os agricultores familiares esperavam por esse local para comercializar seus produtos. A central é uma grande conquista porque os produtores poderão repassar os alimentos por um preço mais acessível. Vamos entregar a central reformada e com os trabalhadores em operação, garantindo mais dignidade ao homem do campo”, ressaltou o governador.
O secretário da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape), Guilherme Saldanha, explicou que esse era o último passo antes da reabertura da central. “O edital é para selecionar as cooperativas e associações de todo o Estado que ocuparão o local. O documento será publicado amanhã no Diário Oficial e poderá ser consultado por todos os trabalhadores rurais que tiverem interesse em comercializar seus produtos”, informou o titular da pasta.
Os selecionados por meio do edital irão ocupar 32 boxes, uma lanchonete e 50 barracas para comercialização de produtos agropecuários, hortifrutigranjeiros, cereais, pescados, entre outros.
O edital foi entregue em mãos pelo governador à representante da Cooperativa da Central da Agricultura Familiar do RN, Fátima Torres. Ela celebrou a ação e afirmou que a abertura do local é “a oportunidade de eliminar a figura do atravessador, entregar os alimentos diretamente aos consumidores e garantir um maior lucro para os produtores familiares”.
Participaram do lançamento, a secretária chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha; os secretários de Infraestrutura, Jader Torres; da Educação, Cláudia Santa Rosa; dos Esportes, Canindé de França; e de Assuntos Fundiários, Raimundo Costa; além da diretora geral da Emater, Cátia Lopes; e o presidente da Fetarn; Manoel Cândido.
A central
O prédio está localizado ao lado da Ceasa/RN, no cruzamento das avenidas Jaguarari e Capitão Mor Gouveia, ocupando uma área de 5 mil m², sendo 2,7 mil m² de área construída. O local ainda possui 78 vagas de estacionamento.
As obras estruturais estão em fase de ajustes finais e o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (Emater) está realizando licitações para compra de equipamentos e móveis. O investimento na compra dos itens ultrapassa o R$ 1,5 milhão com recursos do Governo do Estado e Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). O valor total da reforma e recuperação da estrutura da Central está orçado em pouco mais de R$ 616 mil.

Deixe uma resposta