Para Fernando Mineiro (PT), decisão de Gilmar Mendes já era esperada

Ex-presidente deverá, nos próximos dias, recorrer da decisão no STF

Em meio as manifestações de apoio ao governo Dilma, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, suspendeu a nomeação do ex-presidente Lula para chefe da Casa Civil, que havia tomado posse na última quinta-feira (16). Para o deputado estadual Fernando Mineiro (PT), a decisão já era esperada pelo partido e não há nada de novo no posicionamento dele.
“A posição do Juiz não tem nenhuma novidade, pelo contrário, novidade seria ele ter ficado à favor. Ele tem uma posição política muito bem definida, isso é muito claro, inclusive já deu apoio a políticos do PSDB. Então para nós não há novidade na posição dele”, disse
Ainda de acordo com o deputado, o momento político que o país vive atualmente é muito delicado e conturbado, mas, apesar das várias intervenções jurídicas que o ex-presidente Lula vem sofrendo, ontem (18) as pessoas foram as ruas e mostraram que estão contra esse golpe que a oposição está querendo dar.
“Natal e todo o Brasil foi as ruas lutar a favor da força da democracia. Os protesto de Natal concentrou muito mais pessoas do que esperávamos e mostrou que estamos vivendo um momento singular na história do Brasil e de intensa polarização política”, comentou.
Suspensão da nomeação de Lula
A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, outorgada na tarde da última sexta-feira (18), proferida por uma ação apresentada pelo PSDB e PPS, seria, segundo o Juiz, uma tentativa do ex-presidente e fraudar as investigações contra ele na Operação Lava Jato.
Além de suspender a nomeação de Lula, o juiz também determinou que as investigações do ex-presidente será mantida pelo juiz Sérgio Moro, um dos responsáveis pela Lava Jato em uma primeira instância judicial.
Lula deverá, nos próximos dias, recorrer da decisão no STF.

Deixe uma resposta