Parlamentares homenageiam Henrique Alves em pronunciamentos no Plenário

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, foi homenageado nesta quarta-feira (18) por parlamentares de vários partidos. Em pronunciamentos no Plenário Ulysses Guimarães, deputados e deputadas ressaltaram a capacidade de diálogo, o compromisso com a autonomia do Legislativo e o respeito à atividade parlamentar por Henrique Alves, que deixa a Câmara depois de 11 mandatos consecutivos.
Emocionado, ele agradeceu as homenagens, mas preferiu não fazer pronunciamento de despedida. Henrique Alves foi eleito pela primeira vez em 1970, depois de seu pai, o ex-governador do Rio Grande do Norte Aluizio Alves, ter sido cassado pela ditadura militar. Ao longo de 44 anos no Parlamento, sempre no mesmo partido – o PMDB – ele participou da oposição ao regime, do movimento Diretas Já e da Assembleia Nacional Constituinte. Entre 2007 e 2012, exerceu a liderança da bancada do PMDB na Câmara dos Deputados e , em 2013, foi eleito presidente da Casa.
Confira trechos dos pronunciamentos de homenagem dos parlamentares potiguares:

Deputado Vicentinho (PT-SP)
“Tenho a honra, presidente, de conhecê-lo desde os 17, 18 anos de idade, quando o grande líder Aluízio Alves, que embalou as nossas esperanças no sertão do Rio Grande do Norte. Até hoje, eu canto as músicas do Aluízio Alves, quando apresentou Vossa Excelência como Henriquinho, há quarenta e poucos anos, então candidato a deputado federal. Eu lembro que, na sua campanha para Presidente da Câmara, Vossa Excelência dizia: A Câmara é minha vida. Eu quero, presidente, dizer uma coisa muito marcante: podemos ter tido divergências, é verdade; podemos ter tido momentos de atrito aqui, é verdade; mas certamente esta Câmara vai ter o antes do deputado Henrique Eduardo Alves, sobretudo na Presidência, e o depois. Muitas coisas Vossa Excelência se comprometeu a fazer, e todas foram cumpridas aqui. Vossa Excelência está deixando uma carreira brilhante, de muito respeito”.

Deputada Sandra Rosado (PSB-RN)
“Meu mandato não estaria completo se, como sua conterrânea, não viesse aqui neste momento fazer o reconhecimento público da sua atuação na política do meu estado, do nosso estado. Nós temos uma semelhança: começamos adolescentes na política, seguindo os passos dos nossos pais, Aluízio Alves e Vingt Rosado. Então, eu quero fazer esse reconhecimento pela sua luta como parlamentar, como um político que sempre pensou muito no Rio Grande do Norte. Mas quero lhe dizer que, apesar dos resultados adversos à nossa vontade terem acontecido, tenho a absoluta convicção de que o Rio Grande do Norte reconhece o seu trabalho. Eu quero dizer aqui esta minha palavra de reconhecimento por sua atitude de coerência, pelo prestígio de Vossa Excelência nesta Casa, pelas atitudes que teve e que, muitas vezes, foram de enfrentamento com outras forças políticas, mas sempre ao lado do povo”.
Deputada Rosinha da Adefal (PTdoB-AL) – “Senhor Presidente, quero a oportunidade de também fazer a minha despedida. Encerro este mandato com o sentimento de dever quase cumprido. Uma das conquistas foi ver este plenário completamente acessível. Mais uma vez, agradeço a sua coragem, a sua sensibilidade de promover, enquanto na Presidência, a reforma deste Plenário”.

Deputado Felipe Maia (DEM-RN)
“Na qualidade de representante do Rio Grande do Norte, de seu amigo e de porta-voz do meu partido, [quero] parabenizar V.Exa. pela sua vida pública, que não se encerra na noite de hoje. Vossa Excelência — que, desde 1971, representa o povo do Rio Grande do Norte como representante do nosso Estado ocupando uma cadeira na Câmara Federal — irá galgar novos desafios. Vossa Excelência é um nome nacional, é uma referência da política brasileira, é uma pessoa que tem muito a contribuir com o nosso estado, o Rio Grande do Norte, e com o Brasil. Esta Casa, que se despede de Vossa Excelência, não tenha dúvida, logo em breve irá dialogar com Vossa Excelência em favor dos estados do Brasil. E eu quero, em nome do Democratas, dizer que eu só tenho elogios a fazer a sua atuação como líder do PMDB, como presidente desta Casa, sempre representando, sempre respeitando o Regimento, sempre respeitando não só a maioria, mas também a minoria”

Deixe uma resposta