Pequenos agricultores começam a lucrar com cultivo do maracujá no RN

Pneus velhos são usados como vasos e evitam o uso de agrotóxicos.
Projeto piloto foi implantado há quatro meses e usa uma técnica sustentável.

Os pequenos agricultores de São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte, começaram a investir no cultivo do maracujá. Eles usam pneus velhos como vasos e estão evitando o uso de agrotóxicos.
Em uma propriedade da Associação dos Trabalhadores Rurais, em São Gonçalo do Amarante, região metropolitana de Natal, a primeira fase da colheita do maracujá em um hectare plantado começou há 20 dias. Esta é a primeira safra que José de Morais, agricultor, vai colher.
A plantação faz parte de um projeto piloto implantado há quatro meses, que usa uma técnica sustentável. Ao todo, 1,6 mil pneus que foram jogados na rua são usados como vasos para o cultivo de 800 mudas.
Outro destaque da técnica inovadora é que a plantação de maracujá segue o conceito agroecológico. Como as mudas são cultivadas fora da terra, elas são menos afetadas por doenças e os agricultores optaram por não usar defensivos contra as pragas. O resultado é um fruto mais saudável e com qualidade.
O projeto dos agricultores conta com o apoio da Secretaria de Agropecuária do município. Além de ceder o terreno, os pneus e parte do material de irrigação foram doados.
Aluízio Barbosa, que também faz parte do projeto, está otimista com a renda do maracujá. “Ele tem um preço melhor e vai produzir por muitos anos. Estamos felizes”, diz.
Até agora, três agricultores da associação já começaram o cultivo do maracujá. Eles esperam uma renda média líquida de R$ 1,5 mil por mês.

Deixe uma resposta