Prefeito do PSDB assume que é gay e casa. É isso aí

prefeito gay

Eleito o primeiro prefeito assumidamente homossexual do Brasil, Edgar de Souza (PSDB), do município de Lins, interior de São Paulo,  oficializou a união de 13 anos com o empresário Alexsandro Luciano Trindade, no último sábado (4), em cerimônia de registro civil com ato ecumênico, que contou com a presença de representantes de quatro religiões: evangélica, católica, espírita e candomblé.
“Corrupção é feio, mas o amor é muito bonito”, disse o prefeito. “Não fazia sentido esconder quem eu amo e respeito”, emendou. “Acredito, pelo que pesquisamos, que sou o primeiro prefeito assumidamente gay a oficializar a união”, destacou.
Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, do mesmo partido, esteve em Lins no dia anterior à cerimônia, onde participou da inauguração de um centro universitário, e aproveitou para cumprimentar os noivos.
Os dois optaram por assumir um o sobrenome do outro. Agora, Edgar de Souza Trindade e Alexsandro Luciano Trindade Souza.
Preconceito de outrora
Edgar contou que sofreu ataques políticos devido sua orientação sexual quando disputou as eleições pela primeira vez, em 2012.
Motivo que fortaleceu a decisão de assumir publicamente que era gay e se relacionava com outro homem. Revelação que fez em um dos comícios durante a campanha. Saiu-se vitorioso.
Em 2016, reelegeu-se prefeito e desde a primeira gestão focou políticas públicas voltadas à causa LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais).
Afirma que recebe apoio político dentro do partido, que preza pela Diversidade Tucana, braço do partido que atua nas políticas LGBT.

Deixe uma resposta