Réu no STF, Cunha pode ser afastado da presidência da câmara

cunhaI

Réu no Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é apontado como a ‘bola da vez’. A avaliação é que, com a aprovação do impeachment, o vice Michel Temer (PMDB) planeja se livrar da companhia incômoda de Cunha, hoje o único político brasileiro que consegue ser mais impopular do que Dilma Rousseff.
O próprio Cunha já teria começado a alinhavar acordo para tentar sair impune, sem ter seu mandato cassado pelos deputados. Uma das hipóteses seria ele renunciar à presidência da Câmara. Ele nega que tenha essa intenção. “Acho que ele (Cunha) devia renunciar. Já disse isso a ele. Vai chegar o momento em que o processo dele irá ao plenário da Câmara. Tem também o processo no Supremo”, argumenta o deputado Miro Teixeira (Rede-RJ).

Deixe uma resposta