Reunião define ações para enfrentamento da seca na zona rural de Mossoró

PROVIDÊNCIAS QUE OUTROS MUNICÍPIOS DEVERIAM ADOTAR COM URGÊNCIA, POIS A SITUAÇÃO ATUAL MERECE PRESSA.

O secretário municipal de Agricultura e dos Recursos Hídricos (Semarh), Rondinelli Carlos, participou de uma reunião realizada na manhã de quinta-feira, 12, em Natal, que debateu junto ao Governo do Estado medidas que possam ser tomadas para amenizar os efeitos da estiagem na zona rural de Mossoró. “Nossa parceria com o governo terá resultados importantes para as famílias do campo”, comemorou.

A comissão mossoroense, que também contou com as presenças do chefe da Defesa Civil, Carlos Paiva, do vereador Nacízio Silva, do gerente de recursos hídricos da Prefeitura, Nicodemos Fernandes, e de Chico do Sindicato, que preside o Sindicato da Lavoura, foi recebida no gabinete do secretário estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França.
Durante os debates promovidos no encontro, ficou definido que o Governo do Estado irá atuar na perfuração e limpeza de poços, construção de adutoras, além do conserto e manutenção de dessalinizadores, como ações a serem feitas nas regiões apontadas como prioritárias pela equipe da Prefeitura de Mossoró. A previsão é que os primeiros trabalhos sejam realizados já no início do mês de dezembro.
“A seca é uma realidade há bastante tempo na zona rural de Mossoró, então é interessante que essas ações sejam feitas com agilidade. Pensando nisso, já nas semanas iniciais de dezembro os primeiros resultados serão percebidos pelos moradores das regiões mais afetadas”, comentou Rondinelli Carlos.
A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) também terá função direta nestas ações para amenizar a convivência com a seca na região. O órgão deve ficar responsável por assumir a distribuição de água potável extraída de poços profundos, para alguns polos de comunidades rurais e projetos de assentamentos.

Deixe uma resposta