Sítio em Atibaia frequentado por Lula é alvo de furto

aaaaaaaaa

A Polícia Civil de São Paulo confirmou
na noite desta quinta-feira (7) a ocorrência de furto no sítio
localizado na zona rural de Atibaia, que é objeto de investigação da
Operação Lava Jato por supostamente pertencer ao ex-presidente Luiz
Inácio Lula da Silva.
Agentes da delegacia seccional da cidade
e uma equipe de policiais militares estão no local para averiguar o
ocorrido. Informações sobre a prisão de dois suspeitos, ainda não foram
confirmadas, mas sabe-se que o furto foi interrompido com a chegada do
caseiro da propriedade.
Após a deflagração da 24ª fase da Lava
Jato, no início de março, a Polícia Federal produziu ao menos três
perícias, nas quais afirma que há indícios de que a propriedade pertença
a Lula, e não à família de Jacó Bittar e Jonas Suassuna, como está
registrado na escritura do “Sítio Santa Bárbara” e de uma área contígua
ao local.
Há indícios também de que construtoras
investigadas na Lava Jato, como a OAS, realizaram melhorias na
propriedade. O ex-presidente frequenta com familiares o local pelo menos
desde janeiro de 2011. Porém, Lula sempre negou ser dono do sítio.
Iniciada na 13ª Vara Federal de
Curitiba, cujo titular é o juiz Sergio Moro, a investigação foi
encaminhada ao STF (Supremo Tribunal Federal), após a divulgação de
escutas telefônicas de autoridades com prerrogativa de foro, a exemplo
da presidente Dilma Rousseff. Lula prestou depoimento nesta quinta-feira
(7), pela manhã à procuradoria-geral da República em Brasília em
inquérito da Operação Lava Jato. Neste momento, a investigação corre em
segredo de Justiça.
Folha Press

Deixe uma resposta