VIOLÊNCIA: RN registra 226 mortes em agosto e tem mês mais violento da história, diz instituto

Rio Grande do Norte registrou, em agosto de 2017, um total de 226 crimes violentos letais intensionais – como são chamados os homicídios e outros tipos de crimes que culminam na morte das vítimas. Os dados são do Observatório da Violência do RN (Óbvio), segundo o qual o mês foi mais violento da história do estado.
Agosto superou julho, que até então era o ‘campeão’ nas estatísticas deste ano, com 218 vítimas. O crescimento em relação a agosto de 2016 é de 35,3% e, na comparação com o mesmo período em 2015, o aumento foi de 67,4%.
Os dados ainda representaram uma média de sete mortes por dia, ou uma morte a cada três horas e meia.
O coordenador do Óbvio, Ivênio Hermes explica que o mês é o mais violento da série histórica. “Nós trabalhamos levantando esses dados desde 2013. E naquele período, colhemos dados dos anos anteriores. Esse é o mês mais violento desse histórico”, afirma.
Questionada sobre o assunto, a Secretaria de Segurança Pública do Estado (Sesed) afirmou que não iria comentar o dados do instituto.
Nos oito primeiros meses do ano, ainda de acordo com o Óbvio, 1.647 pessoas foram mortas no estado. São 337 vítimas a mais que o mesmo período de 2016, quando foram registrados 1310. Na comparação de janeiro a agosto de 2015, o estado teve aumento de 54,2%. Foram 579 vidas a mais perdidas para a violência.
Natal lidera o ranking dos municípios mais violentos do estado, com 418 mortes em 2017, sendo seguido por Mossoró, Ceará-Mirim e Parnamirim.
Os 11 bairros mais violentos da capital potiguar estão concentrados nas Zonas Norte e Oeste. O primeiro colocado é Nossa Senhora da Apresentação, com 55 mortes de janeiro a agosto. O segundo colocado, Lagoa Azul, registrou 38 casos. Candelária, Capim Macio (Zona Sul), Ribeira e Areia Preta (Zona Leste) registraram apenas uma morte, cada.
FONTE:G-1-RN

Deixe uma resposta