VIOLÊNCIA: Tiro no coração, faz criança de apenas oito anos morrer de bala perdida em Mossoró

Foi o terceiro caso contra crianças registradas em apenas dois dias. As outras duas vítimas sobreviveram

Mais uma criança foi vítima de bala perdida no Rio Grande do Norte. Na noite do último sábado (22), Samara Vicente Portes, de apenas oito anos, morreu depois de ser atingida nas costas por um tiro no coração quando brincava com os irmãos (duas meninas e um garoto) na calçada de casa, que fica na periferia da cidade de Mossoró, na região Oeste do Estado. O alvo dos disparos era um rapaz de 20 anos, que também morreu. Foi a terceira criança baleada em menos de dois dias.
O crime aconteceu na comunidade chamada de Favela do Fio, que fica no bairro Abolição IV. O rapaz alvejado, que foi identificado como Antônio Francisco Targino de Oliveira, mais conhecido como ‘Toinho da Bolsa’, teria sido surpreendido por dois homens que chegaram de moto na casa dele. Os primeiros tiros foram realizados dentro da casa de Toinho, que ainda conseguiu correr para o meio da rua. Porém, ele foi perseguido e os criminosos continuaram disparando. A criança, que brincava na calçada de uma casa vizinha, acabou atingida. A menina ainda foi socorrida para a UPA do bairro Santo Antônio, mas faleceu pouco tempo depois.
“ disparo atingiu a criança nas costas e saiu pelo peito. É um crime que choca muito, pois se trata de uma criança. Foi muito complicado conversar com o pai da menina, que estava muito abalado. Mas estamos trabalhando para tentar identificar os responsáveis o mais rápido possível. Vamos analisar se na rua existia algum estabelecimento com alguma câmera de segurança que possa ter registrado toda a ação. Além disso, também iremos conversar com os moradores, para saber se alguém viu alguma coisa”, afirmou Claiton Pinho, titular da Delegacia de Homicídios de Mossoró.
Segundo informações repassadas pela polícia, Toinho da Bolsa tinha envolvimento com crimes e, inclusive, era suspeito de homicídios. Buscas ainda foram feitas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Deixe uma resposta