“Gasolina da Petrobras atinge maior valor desde início da série de reajustes em 2017” Leia

Como resultado do preço do dólar, atinge chegou a sexta alta seguida, a estatal aumentou o preço para R$ 2,1079 por litro

 | Albari Rosa/Gazeta do Povo

“O preço da gasolina vendida pela Petrobras chegará, nesta quinta (30), ao maior valor desde que houve a incorporação dos reajustes diários, em julho de 2017. Na sexta alta seguida, a estatal aumentou o preço para R$ 2,1079 por litro, como reação ao preço do dólar.

O recorde anterior, do dia 23 de maio, era de R$ 2,0867 por litro. Naquele período, porém, o principal fator de pressão era a cotação internacional do petróleo, que rondava a casa dos US$ 79 (R$ 286, na cotação da época) por barril. O dólar custava R$ 3,625.

Agora, a desvalorização cambial, motivada por incertezas eleitorais e com relação ao cenário econômico para países emergentes. Na terça (28), a moeda americana fechou a R$ 4,15, a terceira maior cotação diária desde o Plano Real. O petróleo fechou em US$ 75,95 (R$ 315, na cotação atual).

Em agosto, o preço da gasolina vendida pelas refinarias da Petrobras acumula alta de 7,1%. Mas dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis) mostram que ainda não houve repasse para o consumidor.

Preço da gasolina para o consumidor

Sorry, the video player failed to load.(Error Code: 101104)
Na semana passada, a gasolina custou em média no país R$ 4,429 por litro, queda de 0,24% com relação ao verificado na semana anterior. No mês, a queda acumulada é de 1%, puxada pela redução do preço do etanol anidro, parte da mistura vendida nos postos.

Congelado desde o início de julho, o preço do diesel nas refinarias também deve apresentar alta nesta sexta (31), quando será iniciada nova etapa da terceira fase do programa de subvenção criado pelo governo federal para pôr fim à paralisação dos caminhoneiros.

LEIA TAMBÉM: Em dez dias, preço da gasolina subiu 6,35%

Com a escalada do dólar, o subsídio de R$ 0,30 por litro já não é suficiente para cobrir os descontos dados pelas produtoras e importadoras de diesel. 

Nesta quarta (29), por exemplo, o preço de venda estabelecido pelo governo está R$ 0,49 abaixo do preço de referência usado pela ANP para o cálculo da subvenção -que varia diariamente de acordo com o câmbio e as cotações internacionais, simulando preços de mercado.

De acordo com as regras da subvenção, a ANP definirá na sexta o preço de venda para os 30 dias seguintes.”

FONTE: Gazeta do Povo.

 

LAJES PINTADAS: Capitão Styvenson na próxima quinta-feira, dia 30

O Capitão Styvenson, primeiro lugar nas pesquisas para Senador do RN, visitará Lajes Pintadas nesta quinta feira à tarde (30/08).

Styvenson, que também é bacharel em Direito será recepcionado para um cafezinho e uma palestra com a comunidade,  pelo Advogado, Professor, Extensionista da EMATER, poeta e agricultor Juares Queiroz.

O Capitão, que professa fé em Deus, vê a família como base da sociedade,  defende os valores morais, desenvolve programas sociais, na area de segurança e educação, dentre os quais a Escola com disciplina e respeito, onde as crianças recebem assistência total e se preparam para o exercício da cidadania

O Professor Queiroz convida a Juventude, os estudantes, pais, mães, professores, servidores publicos, comerciantes e agricultores para conhecer  o Capitão Styvenson e ouvir sobre seu trabalho na Educação e Segurança e suas propostas para os agricultores.

FONTE: Diário Lajespintadense

ELEIÇÕES 2018: Discurso de Bolsonaro é ‘perigoso’, diz alto comissariado da ONU

Presidenciável chegou a mencionar que, se eleito, deixaria a Organização das Nações Unidas, afirmando que sairia apenas do Conselho de Direitos Humanos

Bolsonaro defendeu ainda as atuações dos militares em casos de tortura e também a figura do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra

Discursos como o do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro (RJ), sobre direitos humanos podem representar “um perigo” para certas parcelas da população no curto prazo e para “o País todo” no longo prazo. O alerta é de Zeid Al Hussein, alto comissariado da ONU para Direitos Humanos. Ele deixa seu cargo no final desta semana e será substituído pela chilena Michelle Bachelet.

Em sua última coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 29, em Genebra, o jordaniano respondeu a uma pergunta da reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo” sobre como ele via a popularidade do discurso adotado por Jair Bolsonaro. Para Zeid, o “instrumento” usado para ver o avanço de tais posições é “simples”. “Quando as pessoas estão ansiosas, quando existem incertezas econômicas, globais ou não, por conta da crise nas commodities nos últimos anos, ao dar uma resposta simplista e tocando nas emoções naturais das pessoas – e talvez olhando para uma liderança mais forte, firme – é uma combinação que é bastante poderosa”, disse Zeid.

“O perigo é que isso venha às custas de um certo grupo no curto prazo e, no longo prazo, de todo o país”, afirmou. “Temos de ser mais conscientes de exemplos históricos. Não é para dizer que o progresso humano foi fácil”, disse. “Eu confesso que, de muitas maneiras, não entendo o pensamento conservador. Se apenas escutássemos a isso, talvez alguns de nós ainda estivéssemos em cavernas”, afirmou. “O progresso ocorreu porque estipulamos que todos devem ter direitos iguais”, disse.

Zeid, filho do príncipe jordaniano Ra’ad bin Zeid, também destacou a disparidade social na América Latina. Segundo ele, as “enormes diferenças de riqueza e poder das elites latino-americanas e as populações indígenas e outras” são preocupantes. Para ele, essa realidade “deve fazer parte completamente das consciências de todos os atores políticos”.

Bolsonaro chegou a mencionar que, se eleito, deixaria a Organização das Nações Unidas, recuando dias depois e afirmando que sairia apenas do Conselho de Direitos Humanos da entidade. “Não serve para nada essa instituição”, disse Bolsonaro.

Em julho, durante uma entrevista no programa Roda Vida, Bolsonaro defendeu a ditadura militar (1964-1985) e disse que, se eleito, não vai abrir os arquivos do regime. “Não houve golpe militar em 1964. Quem declarou vago o cargo do presidente na época foi o Parlamento. Era a regra em vigor”, disse Bolsonaro.

O presidenciável defendeu ainda as atuações dos militares em casos de tortura e também a figura do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra (1932-2015). “Abominamos a tortura, mas naquele momento vivíamos na guerra fria”, justificou. Pressionado pelos jornalistas convidados a falar sobre a abertura dos arquivos da ditadura militar, o presidenciável disse duvidar que eles ainda existam. “Não vou abrir nada. Esquece isso aí, vamos pensar daqui pra frente”, desconversou.

Ao longo de seu mandato, Zeid foi uma das principais vozes contra movimentos populistas ao redor do mundo, inclusive alertando sobre os “riscos” da escolha de Donald Trump como presidente dos EUA e atacando de forma dura a repressão do governo de Nicolas Maduro na Venezuela.

FONTE: AGORARN 

 

Governo inicia pagamento da folha de agosto e anuncia calendário do mês

O Governo do Estado paga a partir de sexta-feira (31) os salários de agosto dos funcionários que trabalham na Educação, Detran, Ipern, Idema, Junta Comercial, DEI e Arsep.

Na quinta (06) recebem os servidores da área de segurança: Sesed, Senuc, PC, PM, CBM, Itep e policiais do GAC e da vice-governadoria (ativos, reformados e pensionistas).

Ainda na quinta (06) recebem todos os servidores ativos da Saúde, independente da faixa salarial, e os servidores ativos e inativos das demais secretarias que ganham até R$ 4 mil.

Na segunda (10) recebem todos os demais servidores que ganham acima de R$ 4 mil, totalizando 100% da folha de agosto.

O décimo-terceiro já foi pago para 75% dos servidores, sendo 81% pago no caso dos policiais militares.

Sobre os 25% restantes do décimo, para salários acima de R$ 4 mil, o Governo informa que segue acompanhando as receitas, para anunciar em brevea finalização do pagamento.

Pesquisa CONSULT: Fátima continua na frente com 29,82%

98 FM divulgou nesta segunda-feira (27) a pesquisa que encomendou ao instituto Consult, registrada no TSE: RN-03828/2018 e BR-01088/2018.

Foram ouvidas 1.700 pessoas entre os dias 22 e 25 de agosto. A margem de erro é de 2,3% com índice de confiabilidade de 95%.

Governo estimulada (os três mais votados):

Robinson Faria: 9,71%

Carlos Eduardo Alves: 15,88%

Fátima Bezerra: 29,82%

MOSSORÓ: Carreata de Carlos Eduardo Alves foi “zero boi”, diz o primo Xerife em seu conceituado blog

O Blog do primo não diz nada, apenas compartilha postagem do primo Robson Pires e do instagram de Carlos Eduardo Alves..  

FONTE: Blog do Primo

 

“A Saúde do RN vai parar em protesto contra o atraso do 13º de 2017”, avisa SINDSAÚDE

Sindicato dos Servidores da Saúde Pública Estadual avisa que vai realizar nova paralisação na Saúde Pública do Rio Grande do Norte, reivindicando a conclusão do pagamento do 13º de 2017. A categoria ainda sofre com os atrasos seguidos de salários, que acontecem desde janeiro de 2016.

Com a paralisação, os atendimentos nas unidades ficarão reduzidos. Caravanas com servidores da saúde de municípios do interior do estado somarão forças ao ato, que terá concentração no Hospital Walfredo Gurgel, a partir das 9h, no dia 30.

RETROCESSO: Parecer do senador Garibaldi Alves é uma facada nas costas dos concurseiros

Imagem relacionada

Garibaldi Alves e seu primo e candidato a governador Carlos Eduardo Alves

O senador Garibaldi Alves foi designado relator da PEC – Projeto de Emenda à Constituição do senador do PT Wellington Dias que desobriga o serviço público convocar impreterivelmente os aprovados no prazo de dois anos, como é previsto na atual legislação.

O parecer do senador Garibaldi Alves cria um dispositivo que o prefeito, governador ou presidente da República, suspenda administrativamente o prazo de convocação por decreto observando situações dos municípios, estados e união.. A rigor, aprovada o parecer do senador Garibaldi Alves, os concurseiros aprovados em concursos públicos não terão garantia de que serão convocados.

Isso ocorrendo, os concurseiros irão estudar, pagar cursinhos e fazerem papel de papangu..  Como Garibaldi Alves trabalha calado e tem uma ruma de blog babões tratando dele, o Blog do Primo tomou conhecimento e mostra a facada que Garibaldi Alves está dando nos jovens que estudam com sacrifício para passarem nos concursos e ficarem chupando o dedo esperando uma convocação que poderá não ocorrer nunca..

Veja cópias do parecer à PEC:

FONTE: Blog do Primo

ELEIÇÕES 2018: Coligação Trabalho e Superação inaugura Casa 55 em Mossoró

Os candidatos da Coligação Trabalho e Superação a governador e vice, Robinson Faria (PSD) e Tião Couto (PR), respectivamente, inauguram nesta quarta-feira (22) um ponto estratégico para consolidar a campanha em Mossoró, no Oeste e regiões próximas. A Casa 55, como é chamado o comitê da coligação, vai reunir aliados, correligionários e lideranças políticas.

A ideia é que o espaço sirva para mobilizar e esclarecer aos eleitores da região as propostas de plano de governo de Robinson e Tião. A solenidade da abertura da Casa 55 está programada para as 19h30. O espaço fica situado à rua Ferreira Itajubá, 770, no bairro Abolição I, em Mossoró. A Casa 55 vai funcionar onde era a antiga residência da ex-prefeita de Mossoró, Fafá Rosado, nas proximidades do Sesc Mossoró.